sábado, 18 de setembro de 2010

Direto de Buenos Aires: Um problema chamado Galvarino Apablaza



O governo da Argentina está metido em uma crise diplomática com o Chile. O motivo é o ex-guerrilheiro chileno Galvarino Apablaza. Preso e expulso do país por Pinochet, ele foi estudar guerrilha em Cuba. Depois, lutou na Nicarágua. O problema começou quando ele regressou ao Chile, já democrático. No começo dos anos 90, descontente com os rumos da política ele resolveu matar um senador. Depois, sequestrou o filho do dono de um jornal. Tudo em nome da esquerda. Mesmo estando o país debaixo da democracia. É óbvio que a Justiça chilena quer o guerrilheiro em seu devido lugar: atrás das grades. Só que Cristina Kirchner e seu marido, Nestor, têm olhares complacentes com o moço, tratado quase como um herói. Tanto que, temendo a extradição, quer manter o status de exilado político na Argentina. Haja diplomacia!

Para entender melhor o comportamento de Cristina, que titubeia em mandar Apablaza para o Chile, leia o livro abaixo:

Nenhum comentário: